Seja bem-vindo ao OpenBrasil.org

Peixes Betta - Variedades de acordo com o tipo, a abertura e o tamanho de cauda


Os peixes Betta são conhecidos mundialmente devido à sua exuberância e beleza. Sem modéstia, eles são capazes de encantar adultos e crianças, além de serem presenças agradáveis nos mais diversos ambientes, exibindo-se por meio de diferentes cores, tamanhos e aberturas de suas caudas. Entre os entusiastas de aquariofilia, então, não há outro peixe que ocupe tamanha posição de destaque.

Os Bettas, em sua forma original, apresentam uma coloração discreta (cor acastanhada) que se confunde com o meio ambiente e com alguns tons de vermelho e azul nas barbatanas. São menores e menos agressivos que as formas domésticas. No entanto, a criação em cativeiro e os cruzamentos entre as espécies possibilitou o surgimento de Bettas das mais diferentes formas e cores cada vez mais vivas e, também, misturadas.

Uma curiosidade muito interessante sobre os peixes Betta é que possuem a particularidade de respirar o ar atmosférico, graças a órgãos chamados de labirintos, que fazem com que o ar passe bem próximo da corrente sanguínea proporcionando a troca de oxigênio com o sangue por meio de difusão. Por este motivo, os Bettas podem viver em águas pobres em oxigênio, mas não poluídas.

Devido às incríveis variedades e mutações, muita gente se confunde e muitas vezes nem sabe o que significam os milhares de nomes dados aos Bettas (Betta Splendens), com caudas e cores dos mais variados tipos e formatos.

Característica comum a todos os Bettas é que eles possuem 4 nadadeiras: a nadadeira Dorsal (que fica em cima do dorso do animal), a nadadeira Anal (localizada na parte de baixo do dorso do animal), a "barriga", a nadadeira Ventral ou Pélvica (localizada muito próxima da cabeça do animal) e, finalmente, a nadadeira caudal. É por causa da nadadeira caudal que geralmente os "tipos" de Bettas são classificados.

INFO

Fonte: CPT - Centro de Produções Técnicas e Editora Ltda.
Imagens: CPT / Arquivo OpenBrasil.org